A Terapia de Jorge
Capítulo 02

Obra de ficção criada pelo psicólogo Alexandre Rivero

Ao entrar na sala de Terapia Jorge experimentou uma sensação inusitada, tinha medo de não saber lidar com a situação e ao mesmo tempo uma ansiedade positiva de falar sobre sua angústia e entender o que acontecia consigo mesmo.

 

O terapeuta pediu para Jorge sentar-se, explicou que tudo o que eles falassem na sala estaria protegido pelo sigilo ético e que gostaria que ele ficasse a vontade para falar o que estava trazendo para buscar ajuda psicológica. Jorge ficou alguns instantes olhando fixamente para o terapeuta e começou a falar sobre a angústia que sentia.

 

Uma aflição tamanha que quando surgia parecia que nunca iria passar, aquele sentimento o constrangia e ele tentava disfarçar, pois temia que alguém pensasse que ele era louco. Agradeceu e disse que aquele momento era muito importante, ele não conseguia entender mais suas sensações.... Num instante Jorge começou a chorar, explicando que não aguentava mais aquele sofrimento.

Navegue pelos Capítulos