A Terapia de Jorge
Capítulo 03

Obra de ficção criada pelo psicólogo Alexandre Rivero

Conforme Jorge expressou seu sofrimento psicológico e descreveu sua angustia, muito da tensão foi diminuindo... Jorge respirou profundamente, um suspiro verdadeiro e intenso.

 

O terapeuta procurava entender este momento tão sofrido de Jorge, pensava: "um rapaz tão jovem de 23 anos e carrega um estado de tensão acentuado e uma angustia persistente". O terapeuta intervém: "Jorge você sente uma dor psicológica intensa e sente-se impotente para resolver sua angústia. Entretanto falar, expressar-se o alivia e diminui a tensão" Jorge balança a cabeça concordando. O terapeuta continua: "Sua coragem em buscar ajuda e expressar-se de maneira verdadeira é admirável" Jorge sorri, a sessão segue para o encerramento.

 

Ao sair da sessão, Jorge busca uma Casa de Café, parece querer um espaço para prolongar suas reflexões de si mesmo. Pensa: "Como falar de si mesmo, dar voz aos seus sentimentos internos, ser respeitado e entendido produz uma alívio tão considerável." 

Navegue pelos Capítulos