Quando os problemas psicológicos comprometem o Casamento

June 15, 2015

 

 

O casamento bem-sucedido implica em cultivo e dedicação, mas para viver estas atitudes é preciso estar bem consigo mesmo. A busca de uma relação feliz está relacionada a pessoas empenhadas em serem felizes e superar suas dificuldades psicológicas. Impossível ser feliz no casamento, se sua vida pessoal está abandonada. Amar e cuidar do outro exige amar-se e cuidar-se. Abaixo alguns relatos de como transtornos psicológicos podem comprometer o casamento. Selecionamos quatro transtornos, contudo muitos outros podem colocar em risco relacionamentos. 

A Depressão 

“Eu me casei com muita expectativa de ser feliz, ele era muito carinhoso e atencioso, mas depois de 6 meses de casamento meu marido perdeu seu emprego e começou um longo caminho de depressão. Há 2 anos não tem mais interesse em passear, buscou vários empregos. Inicia um trabalho e interrompe, começa um novo emprego fica alguns meses e desiste. Nossa vida sexual tornou-se muito espaçada. A irritabilidade dele é constante, eu mesma estou sem paciência e tenho sentindo-me muito cansada com toda esta situação. Nós temos esperado uma melhora que não vem. ” J.L., 27anos 

A Depressão afasta as pessoas, isolando-as e dificultando os relacionamentos. Além disso a perda de prazer e motivação afeta a libido, produzindo desinteresse sexual. O rebaixamento de humor é expresso muitas vezes com irritabilidade e desinteresse. A depressão de um parceiro cria um stress considerado no outro parceiro. Assim a depressão pode colocar em risco um casamento, portanto é fundamental não esperar a melhora e sim buscar tratamento com ajuda de psicólogo e médico. 

O Transtorno Bipolar 


“Estou casada há 5 anos meu marido apresenta uma impulsividade incontrolável. Gastos acima de nossas possibilidades, comprometendo nosso cartão de crédito com compras desnecessárias. Por vezes se alcooliza e depois se envolve em discussões e brigas inclusive com familiares. Recentemente descobri que mantém relações sexuais com profissionais do sexo, quando está em euforia e excitabilidade. Depois entra em fases de depressão e culpa. ” Foi diagnosticado como bipolar, mas não aceita tratamento psicológico e médico. Não vejo como continuar nosso casamento. ” C. A., 36anos 

O portador do Transtorno de Humor Bipolar precisa de ajuda profissional, a ausência de tratamento torna impossível manter um casamento bem-sucedido. Impulsividade, gastos abusivos sem planejamento, agressividade fora de controle, uso de substâncias e promiscuidade sexual são características que podem estar presentes neste transtorno. Hoje com novas técnicas de tratamento e medicação adequada é possível restabelecer a vida conjugal. 

O Transtorno Obsessivo Compulsivo 

“Minha vida de casado ficou muito difícil, acreditava que eram algumas manias passageiras que minha esposa apresentava. Mas foram tornando-se mais frequentes e intensas. Hoje tomam grande parte de seu dia e criam muito nervosismo em nosso relacionamento. Ela acorda muito cedo e fica conferindo inúmeras vezes o gás do fogão, se o ferro de passar roupas está desligado, se a porta e as janelas estão bem fechada para irmos trabalhar. Ela impõe critérios rígidos na arrumação de nossa casa, não aceita objetos de determinadas cores por acreditar que trariam “azar”. Reusa que eu sente na poltrona com roupas que usei em meu trabalho, pois teme contaminações. ” M. A.,35anos 

O Transtorno Obsessivo Compulsivo aprisiona a pessoa em um labirinto de pensamentos obsessivos que acabam por impor comportamentos compulsivos para aliviar a ansiedade provocada pelos pensamentos invasivos. Assim muito da energia e tempo de relacionamento fica comprometido com rituais compulsivos de verificação, evitação de contaminação, busca de uma arrumação perfeita ou esclarecer em detalhes o pensamento do outro (questionando insistentemente). Assim a busca de ajuda profissional é fundamental. 

A Fobia Social 

Tenho muita dificuldade em estar com pessoas que não conheço, por exemplo participar de aniversários fora da família, falar em público, participar de um jantar com amigos de minha esposa. Na presença de pessoas que não são íntimas fico com ansiedade alta, dor de cabeça e tensão muscular. Esta minha dificuldade social tem criado brigas com minha companheira, ela pede para eu sair e interagir com as pessoas e eu a pressiono para ficar em casa. Ela acha que eu não sinto prazer de sair com ela. Tenho vergonha de ser assim fechado. O que fazer? M.R., 38 anos 

A Fobia Social produz limitações relacionais muito sérias, impedindo o entrosamento social do casal. Estabelecendo-se conflitivas conjugais e por vezes o desconforto é tal que surgem agressões e culpas múltiplas. A Fobia Social é tratável. É fundamental assumir com clareza para a esposa a ansiedade social e não culpá-la por ela querer ter uma vida social; bem como procurar tratamento para a Fobia Social. 

Resgatando meu casamento e cuidando de mim mesmo 

Você investiu tempo, recursos para estar casado. Não deixe escapar de suas mãos esta preciosidade por algum adoecimento que merece tratamento. Assim é importante compreender que os adoecimentos psicológicos trazem consequências para o casamento, atingindo a intimidade conjugal e a vida social com limitações preocupantes. Assim se você está sentindo-se desconfortável na sua vida psicológica procure consultar um profissional especializado. Não é possível exigir que seu companheiro(a) conviva com sua dificuldade. Além do sofrimento que você tem passado. Você e ele(a) não foram treinados para lidar com sua dificuldade psicológica, busque ajuda. Estas dificuldades comprometem o casamento e podem levar a uma ruptura afetiva, mesmo havendo amor e atração, desgastando a união.

 

 


EXERCÍCIO: 

Responda e Escreva 

1-Qual mudança em sua vida pessoal o tornaria mais feliz e também seu companheiro (a)? 

2-Estabeleça um conjunto de “passos” para realizar esta mudança. 

3-Diga com sinceridade: Você precisa de outras ferramentas para estabelecer esta mudança? Como ajuda psicológica, médica ou outra? 


DICA: 


 A Saúde Mental das pessoas cria a Saúde Mental do casamento. A Saúde Mental do Casamento cria a Saúde Mental das pessoas.

 

 

 

Plantão de Psicologia Gratuito
1ª Consulta Gratuita
Ligue: 2274-8217 ou 2915-0287
Rua Bom Pastor, 1715 - Ipiranga, São Paulo

Please reload

Recent Posts

August 7, 2015

July 17, 2015

July 3, 2015

July 3, 2015

June 15, 2015

Please reload

Archive
Follow Us
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square