Poligamia, Saúde e Stress

May 8, 2015

 

 

A poligamia aumenta o risco de um homem ter doenças do coração. O cardiologista Dr. Amin Daoulah do King Faisal Specialist Hospital and Research Centre em Jeddah, na Arábia Saudita, país em que a poligamia é legal, estudou registros de saúde de 687 homens casados e constatou que os polígamos têm um risco quatro vezes maior de desenvolverem doenças cardíacas coronarianas, comparando-se com homens monogâmicos. 

 

Este estudo foi realizado em cinco hospitais da Arábia Saudita e dos Emirados Árabes, pacientes atendidos com angina (dores no peito) e idade média de 59 anos. Observou-se que 56% tinham diabetes, 57% tinham hipertensão arterial e 45% histórico de doença arterial coronária. Dois terços dos pacientes tinham apenas uma mulher; 19% tinham duas, 10% tinham três e 3% tinham quatro esposas. 

 

O estudioso levanta a possibilidade de exigências emocionais e financeiras poderem explicar o resultado deste estudo. Estudos anteriores comprovaram que pessoas casadas sofrem menos stress e tem melhores indicadores de saúde, o estudo atual foca-se na poligamia.

 

Os resultados foram apresentados no Congresso da Sociedade de Cardiologia da Ásia e do Pacífico, a pesquisa mostrou que os polígamos tinham 4,6 vezes maior risco de doença arterial coronária e um risco 3,5 vezes maior de ter estreitamento da artéria principal esquerda. 

 

Apresentavam também risco 2,6 vezes mais elevado de sofrer de doença microvascular coronária, que afeta as paredes dos pequenos vasos sanguíneos no coração. O stress emocional que homens se submetem ao gerenciar duas ou mais relações amorosas simultaneamente parecem comprometer a qualidade de vida, saúde e a longevidade. 

 

A despeito de parte significativa da mídia que banaliza relações múltiplas como uma tendência do mundo pós-moderno, estudos científicos em diversas áreas esclarecem que o ser humano necessita de segurança, de uma certa margem de previsibilidade e a administração da afetividade num contexto relacional íntimo é um desafio complexo por envolver múltiplas emoções, atitudes e sensações como: amor, sexo, atração, ciúme, medo de perda e abandono, expectativas, compromisso, responsabilidades econômicas, orientação de filhos.

 

 

Alexandre Rivero é psicólogo clínico, mestrado pela USP, professor universitário e diretor do Consultório de Psicologia e Ressignificação Humana 

www.facebook.com/riveroalexandre 

Please reload

Recent Posts

August 7, 2015

July 17, 2015

July 3, 2015

July 3, 2015

June 15, 2015

Please reload

Archive
Follow Us
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square